fbpx Atendimento via Whatsapp

Blog

Como calcular o ROI de uma franquia? Descubra!

Postado por:

Mesmo sendo um modelo de negócio interessante e uma boa forma de investimento, as franquias ainda geram muitas dúvidas em investidores e empresários. Entre elas, temos uma que tira até mesmo o sono de quem sonha em investir nesse sistema: o cálculo de retorno do investimento.

Conhecido como ROI, esse tipo de medida é um bom fator para saber se a franquia vale ou não a pena. Para te ajudar a entender melhor, separamos o que você precisa saber para calcular o ROI de uma franquia. Confira!

O que é ROI?

ROI é a sigla para Return over Investiment ou em bom português, retorno sobre investimento. Esse indicador aponta quanto em recursos financeiros a empresa está ganhando ou perdendo nos investimentos realizados.

A partir desse cálculo, é possível mensurar mais do que a viabilidade do investimento, mas também como aprimorar aqueles que já estão trazendo bons resultados.

​No caso de franquias, ele é calculado a partir dos custos de uma operação dividida pelo lucro líquido mensal. Quando não se sabe o valor do ganho líquido, pode-se usar uma projeção.

Existe uma estimativa para ROI?

Sim, ela gira em torno de 1 ano e meio a 3 anos. Mas esse prazo depende do valor da franquia: quanto mais cara for, maior será o tempo para que o investimento seja recuperado.

É importante ressaltar que esses valores são somente uma estimativa, já que existem diversos aspectos que podem determinar o prazo, como por exemplo o tipo de empresa, a localização, etc.

Quais são as variáveis para calcular o ROI?

Existem algumas variáveis determinantes para o cálculo do ROI. Para auxiliá-lo, listamos abaixo as principais. Entenda:

  • tarifa de compra da franquia;
  • reformas e adaptações do ponto de venda;
  • móveis;
  • maquinários;
  • capital de giro;
  • valores do estoque inicial;
  • salários dos funcionários;
  • documentações e permissões para oficializar a operação;
  • tributos;
  • ações de publicidade e marketing;
  • viagens.

É importante esclarecer que vender muito não é sinônimo de um retorno melhor ou mais ágil. É preciso, ainda, analisar o lucro líquido — tanto o obtido quanto o calculado —, os custos e as vendas.

Como o ROI não é sinônimo de dinheiro em caixa, a empresa pode até ter um cofre positivo, contudo, isso não significa que é o valor do retorno do investimento inicial.

 

 

Como calcular o tempo de retorno de investimento?

Bem, para efetuar o cálculo, primeiramente, você soma todo o investimento inicial, e subtrai desse montante o que a empresa lucrou. Para elucidar melhor, separamos o que é cada componente. Confira!

Investimento Inicial

Aqui estão todos os gastos do empreendimento antes de iniciar suas vendas. Geralmente estão incluídos a taxa de franquia (valor para ter o direito de usar o nome e modelo de negócio da empresa), capital de giro (quantia separada para emergências), alugueis, aquisição do ponto comercial, reforma, estoque inicial e equipamentos.

Receita

Todo o dinheiro que entra no negócio fica nesse tópico. Como antes de funcionar o empreendedor não sabe qual será esse valor, ele pode fazer uma projeção usando os números que já tem do estabelecimento.

Despesa

Neste ponto, estão todos os valores que são gastos em certo período de tempo. Geralmente, se coloca esse número na planilha a cada mês. Já que a maioria dos custos tem um valor mensal, nesse tópico, ficam os custos com luz, aluguel, funcionários, materiais, impostos, fornecedores e royalties.

Lucro

O resultado da receita menos as despesas é o lucro. Para calcular o retorno, é necessário colocar o investimento inicial também. Veja um exemplo:

  • Investimento = R$200.000
  • Prognóstico mensal de receitas = R$ 30.000
  • Prognóstico mensal de despesas = R$ 20.000
  • Ganho médio mensal = R$ 10.000

Para saber o tempo médio de retorno do investimento é preciso dividir o investimento pelo lucro médio. No caso acima (200/10 = 20), o prazo ROI ficaria em torno de 1 ano e 8 meses.

É possível reduzir o prazo de retorno do investimento?

Sim, há certos fatores que ajudam a acelerar o tempo de retorno. Separamos alguns que podem ajudar a melhorar o retorno de investimento:

Localização

Essa é uma questão bastante relevante para o sucesso da empresa. Por essa razão, é importante que sejam feitos estudos para determinar o melhor endereço para a franquia e que seja de fácil acesso aos clientes.

Porém, apesar de ser um item a se considerar, é preciso explicar que, geralmente, o ponto comercial fica fora do investimento inicial. Como o seu valor tende a ser alto, as franquias costumam não considerar esse elemento, já que para elas, ele é um desembolso e não um investimento. Além disso, é comum que o ponto perca a valorização com o tempo, o que dificulta a padronização.

Atendimento

Para que a empresa entregue um excelente serviço e seja bem-vista pelos clientes, o atendimento é fundamental. Ele deve estar em harmonia com a cultura do negócio e, assim, oferecer aos clientes um trabalho impecável.

Planejamento

Mesmo que o dono da franquia dê várias informações importantes sobre a empresa, ainda assim ela será responsabilidade do franqueado. E, nesse contexto, o planejamento daquele ponto é sua obrigação.

Portanto, é importante tomar algumas condutas para não prejudicar o investimento e garantir um ROI mais rápido, como, por exemplo, criar um plano de negócios que não fuja da cultura da empresa.

Quais são os benefícios de se investir em uma franquia?

A franquia é uma ótima chance para o empreendedor aprender. Afinal, ela oferece suporte e treinamento, assim como traz a oportunidade de melhorar suas noções de marketing. Outro ponto importante é que, com as franquias, não há necessidade de correr atrás de clientes, uma vez que ela já possui fregueses estabelecidos.

Salientamos que, antes de fechar o negócio com uma, verifique o número do ROI, pois ele pode auxiliar a entender se o empreendimento terá um bom rendimento.

Esperamos que esse post tenha mostrado o quanto calcular o ROI é importante para a sua franquia. Gostou desse conteúdo? Quer saber mais sobre o mundo dos negócios? Então, dê uma olhada em nosso artigo sobre 3 alternativas para aplicar o seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço!

1
/*maps*/