fbpx Atendimento via Whatsapp

Blog

Histórias inspiradoras: conheça Romero Rodrigues, o dono do Buscapé

Postado por:

Empreender é um grande desafio. Por isso, conhecer histórias inspiradoras pode ajudar bastante na parte motivacional. Afinal, nada melhor do que ver que outras pessoas obtiveram sucesso para dar aquela “injeção de ânimo”.

Sendo assim, vamos falar sobre a trajetória de Romero Rodrigues à frente da primeira startup brasileira, o site Buscapé. Você vai ver como ideias simples e trabalho duro transformaram um estudante de engenharia civil em um dos empresários mais bem-sucedidos do país. Confira!

Entenda quem é Romero Rodrigues

Vamos começar nosso post contando um pouco da trajetória de Romero. Acompanhe.

Trajetória acadêmica

Nascido em São Paulo em 1º de outubro de 1977, Romero entrou para a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) aos 18 anos de idade. Durante o período de graduação, ele participou de 3 projetos de destaque como estagiário do laboratório de pesquisa:

  • Internet 2 no Brasil (RMAV);
  • banco de dados;
  • segurança e monitoramento de desempenho de links.

Ainda no tempo da faculdade, conheceu seus futuros sócios no Buscapé: Ronaldo Takahashi e Rodrigo Borges.

Trajetória profissional

O Buscapé foi fundado por Romero, Ronaldo e Rodrigo no ano de 1999, uma época em que a internet ainda caminhava lentamente no Brasil. Em poucos anos a empresa cresceu e ganhou destaque no mercado.

Até que em 2005, com a entrada de um novo sócio investidor, a empresa adquire seu maior concorrente e dá início à expansão internacional da marca. Por fim, em 2009, o negócio foi vendido para uma empresa sul-africana.

Romero permaneceu como CEO do Buscapé até 2015, quando se tornou sócio de um fundo de investimento americano. Atualmente, ele investe em startups e ainda integra o time de conselheiros da Endeavor. Vamos detalhar essa trajetória nos tópicos a seguir.

Conheça a história do Buscapé

Vamos começar a detalhar a trajetória vitoriosa de Romero Rodrigues em seu primeiro empreendimento de sucesso: o Buscapé. Confira!

A ideia

Tudo começou quando Rodrigo Borges procurava pelas informações de uma impressora na internet. Depois de realizar várias buscas, o grupo de amigos formado por ele, Romero e Ronaldo percebeu que não havia um lugar onde essas informações fossem disponibilizadas para a população. Afinal, o marketing digital praticamente não existia naquela época.

Foi então que surgiu a ideia de criar um site no qual as pessoas pudessem ver informações sobre as especificações e preços de produtos em diversos pontos de vendas. Dessa forma, elas poderiam comparar os preços dos produtos online.

Para começar, cada um dos sócios investiu um valor mensal de R$ 100 para cobrir os custos com hospedagem e com a criação do sistema e layout. Além disso, foi preciso um investimento de R$ 4.800 na compra de 3 computadores.

Então, foi criado um sistema que compilava e comparava os dados. Em paralelo, os sócios faziam contato com as empresas para a divulgação da ferramenta e para incentivá-las a utilizá-la. Dessa forma, eles conseguiram importantes parcerias e o negócio começou a crescer e evoluir, sendo considerado a primeira startup brasileira.

O crescimento

A partir de 2001, a empresa começou a gerar seus primeiros resultados expressivos. Foi nesse momento que os grandes varejistas começaram a pagar para serem destacados nos resultados das buscas.

Uma história interessante desse período aconteceu quando uma empresa ameaçou processar o Buscapé caso ela aparecesse entre os resultados de busca. Os sócios, então, decidiram tirar o site do ar. No dia seguinte, a mesma empresa os ameaçou novamente, mas, dessa vez, caso ela não aparecesse nos resultados. Foi aí que eles perceberam a proporção que o negócio havia tomado.

Em dezembro de 2005, eles receberam um novo investimento do fundo Great Hill Partners, que se tornou um importante sócio do negócio. Com isso, eles conseguiram comprar o Bondfaro, seu principal concorrente, tornando-se o maior site de comparação de preços da América Latina.

A venda para a Naspers

O crescimento da empresa se tornou exponencial. Em pouco tempo ela se internacionalizou e abriu escritórios no México, na Argentina, no Chile e na Colômbia. Pouco tempo depois, eles chamaram a atenção de um grande conglomerado de mídia da África do Sul. Em 2009, a Naspers Limited comprou 91% da empresa, pagando US$ 342 milhões.

Apesar da venda, Romero continuou como CEO do Buscapé até 2015. Porém, diante de uma nova oportunidade, ele resolveu que era hora de alçar novos voos e mudar de carreira. Ele se tornou sócio do fundo de investimento Redpoint e passou a se dedicar a encontrar startups promissoras para investir e aconselhar.

Veja como a venda do Buscapé mudou a trajetória da carreira de Romero Rodrigues

Entre as diversas histórias inspiradoras que vemos no mundo dos negócios, a de Romero Rodrigues se destaca por um ponto bem específico. Ele começou na internet em uma época em que sequer os e-mails corporativos eram largamente utilizados. Ou seja, ele foi pioneiro juntamente com seus sócios.

E foi uma carreira muito bem-sucedida. Imagine que eles transformaram um investimento inicial de 3 computadores e R$ 100 por mês em uma empresa de US$ 342 milhões. É um grande feito. Deixar tudo isso para trás para tomar novos rumos não era algo que se esperasse à época. Mas foi o que ele fez.

Naturalmente, jovens empresários e estudantes procuravam por ele pedindo dicas e orientações. Ele era frequentemente convidado a dar palestras sobre seu sucesso como empreendedor. Foi então que resolveu seguir esse caminho de vez.

Atualmente, por meio do Redpoint, ele ajuda diversas startups a crescer e se firmar no mercado. Além da ajuda financeira, ele também auxilia de forma consultiva, agregando toda a sua experiência aos novos negócios.

Aprenda com histórias inspiradoras como a de Romero Rodrigues

Histórias como a de Romero Rodrigues nos ajudam a perceber uma série de pontos importantes. É essencial conhecer essas trajetórias para aprender com os erros e acertos dos outros. Isso evita retrabalho e ajuda a ajustar as expectativas.

Como vimos, o Buscapé levou cerca de 2 anos para começar a apresentar resultados expressivos. E, durante esse período, teve muito trabalho duro, muita mão na massa. Ou seja, é preciso ter paciência e persistência para colher os frutos.

Outro ponto de destaque é que eles não tiveram medo de empreender, mesmo em um cenário que não parecia tão favorável. Eles enxergaram uma oportunidade e a fizeram acontecer.

Por fim, a trajetória de Romero Rodrigues nos ensina que, quando fazemos algo com paixão e dedicação, o sucesso acontece de tal forma que transcende o empreendedorismo, fazendo com que um jovem empresário se torne um grande investidor e mentor de novos empreendimentos.

Histórias inspiradoras como esta nos ajudam a ter esperança e boas perspectivas no mundo dos negócios. É importante buscar algumas que se assemelhem ao ramo em que você pretende atuar. Por isso, aproveite para conhecer a história do Ex-office boy que hoje fatura R$ 3 milhões com uma rede de escolas.

0
/*maps*/