fbpx Atendimento via Whatsapp

Blog

Histórias Inspiradoras: Paulo Lemann — sucesso no empreendedorismo

Postado por:

Uma história de sucesso é, com certeza, permeada de desafios, obstáculos e até mesmo tropeços. As maiores provas de resiliência — que, por si só, já é uma característica dos líderes obstinados — são fortalecer-se na dificuldade, sonhar grande e perseguir os objetivos com cada vez mais empenho. Paulo Lemann, atualmente o homem mais rico do Brasil, é um exemplo que reúne todas essas características!

Se você deseja conhecer e se inspirar na trajetória dele, encontrou o conteúdo perfeito. Neste post, você encontrará informações sobre a vida, as escolhas e as conquistas de Lemann, compreendendo como ele se tornou um ícone de sucesso.

Além disso, você também terá acesso a dicas preciosas para que consiga traçar seu próprio caminho, aproveitando as lições pessoais e profissionais do maior empreendedor do país. Preparado? Vamos em frente e boa leitura!

Paulo Lemann: infância e juventude

Embora seja natural do Rio de Janeiro, Paulo Lemann tem ascendência suíça: filho de mãe brasileira, seu pai emigrou da região de Emmental e se fixou na capital carioca antes de seu nascimento, em agosto de 1939.

Não seria exagerado dizer, também, que o tino empreendedor está no sangue: o pai de Lemann é o fundador da Leco (abreviação de Lemann & Company), fábrica de laticínios que tem expressividade em todo o território nacional e que foi recentemente incorporada à Vigor Alimentos.

No que diz respeito ao seu desenvolvimento, a educação básica de Paulo foi concluída na Escola Americana do Rio de Janeiro, ainda aos 17 anos. Para o ensino superior, sua escolha foi a Faculdade de Economia de Harvard, uma das mais renomadas instituições do mundo.

Na universidade, um episódio de rebeldia marcou a trajetória acadêmica de Lemann: ao participar de uma revolta estudantil, Paulo foi pego pelo reitor ao jogar bombinhas no pátio de Harvard, o que culminou em sua suspensão temporária. Ao retornar, Lemann concluiu o curso antes do previsto, em apenas três anos.

A trajetória do líder: como Paulo Lemann construiu seu império

Em 1961, já formado, Lemann mudou-se para Genebra, na Suíça, e estagiou no Credit Suisse, uma das maiores instituições financeiras do mundo. Não demorou, porém, a voltar para o Brasil, onde, em 1971, adquiriu seu primeiro negócio: a corretora Garantia.

Desde essa época, Lemann contou com a expertise de dois fiéis escudeiros: Marcel Telles e Beto Sicupira, seus sócios. Juntos, trabalharam para expandir e desenvolver o negócio, que posteriormente se tornou o Banco Garantia. Em paralelo, adquiriram as Lojas Americanas, importante rede varejista brasileira.

Quando, pouco antes do ano 2000, o Garantia foi vendido, os três continuaram juntos e fundaram a GP Investimentos, considerada a primeira empresa de private equity do país, perpetuando a injeção de capital e o investimento em negócios promissores, embora momentaneamente cambaleantes. O intuito era reestruturá-los e, em seguida, vendê-los por um preço superior ao da aquisição.

Mais uma vez, a empreitada se mostrou um sucesso. E, em reconhecimento ao bom trabalho de seus funcionários, Lemann entregou parte da companhia àqueles que o ajudaram a prosperar. A GP foi, então, parcialmente desfeita.

Era hora de Lemann, Telles e Sicupira estacionarem sua avidez pelo mercado? Certamente que não! O trio se lançou em mais um desafio e abriu, em 2004, a 3G Capital. A duplicidade de sedes — uma no Rio de Janeiro e outra em Nova York — já indicava que os planos eram ambiciosos. E o tempo apenas comprovou a tese.

O segmento de bebidas interessava a Lemann. Prova disso foi o surgimento da Ambev, com a aquisição da marca Brahma e sua associação com a cervejaria Antarctica, ainda em 1999.

Mais tarde, em 2004, a empresa também comprou a belga Interbrew, dando origem à InBev. E não parou por aí! A AB Inbev é resultado da incorporação da Anheuser-Busch, a maior cervejaria do mundo e detentora da marca Budweiser.

Em 2010, a 3G também incorporou a Restaurant Brands International a seu portfólio, passando a deter marcas globalmente fortes, como Burger King e Popeyes.

Dando continuidade à expansão da holding no segmento alimentício, a compra da gigante Heinz, líder no ramo de molhos e condimentos, foi também um marco na trajetória da 3G: Paulo, em parceria com o megainvestidor (e bilionário) Warren Buffett, a mente por trás da Berkshire Hathaway, passou a deter a Kraft Heinz.

Vale lembrar, por fim, que o trio à frente da 3G também gerencia a Gera Venture e a Innova Capital, aceleradoras destinadas a investir em empreendimentos com grande potencial de crescimento. Além disso, Lemann mantém iniciativas voltadas a estimular a educação de alta qualidade e a prática esportiva: a Fundação Estudar e o Instituto Tênis são ótimos exemplos.

As lições de Paulo Lemann: aprenda com o sucesso do empresário

Pessoas bem-sucedidas merecem nossa atenção. Afinal, sempre poderemos aprender algo com uma trajetória de êxitos (que nem por isso está isenta de percalços ou fracassos pontuais).

A carreira de Lemann não foi diferente. Os obstáculos enfrentados certamente geraram grandes aprendizados que, mais tarde, endossaram o sucesso do empreendedor.

Entre as lições que ele se dedica a propagar na missão de desenvolver os líderes e os negócios brasileiros, com certeza alguma (senão todas) também será útil para você! Confira algumas delas a seguir.

Aprenda com os erros

O primeiro empreendimento do qual Lemann fez parte (com apenas 2% das ações), a Invesco, foi à falência em 1966, quando ele tinha 27 anos. Apesar da decepção, Paulo não se acanhou e seguiu em frente com ainda mais vontade de fazer acontecer. E, claro, deu certo!

Por isso, Lemann faz questão de reforçar que erros são comuns e, ao mesmo tempo em que nos esforçamos para evitá-los, devemos aprender com cada tropeço.

Foque no essencial

Em um mundo de distrações, Lemann afirma que é preciso identificar o que é fundamental e, assim, focar naquilo que precisa ser feito e que efetivamente fará diferença.

Essa mentalidade formou-se ainda na universidade, quando Paulo estava decidido a terminar o curso no menor tempo possível. Essa ambição fez com que criasse uma metodologia de absorção para cada disciplina: dedicava-se a gravar as cinco coisas mais importantes de cada matéria.

O método deu tão certo que é aplicado até hoje nos empreendimentos de Lemann. Suas companhias e sua equipe, por exemplo, têm cinco metas essenciais.

Valorize as pessoas que trabalham com você

Por fim, embora não menos importante, cabe citar uma frase bastante emblemática, dita por Lemann em uma de suas entrevistas: “Nosso negócio não é cerveja, nem hambúrguer ou ketchup, é gente”.

Com essa mentalidade, o empreendedor reforça seu compromisso com aqueles que o auxiliam no cotidiano operacional e administrativo. Paulo Lemann destaca que investir na equipe, proporcionando um ambiente atrativo de bem-estar e aprendizado, é indispensável para que a empresa tenha sucesso.

Este conteúdo despertou seu interesse e motivou você a querer fazer mais (e melhor)? Então, aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais e permita que seu círculo de amigos também tenha acesso às lições desse grande líder. Bons negócios e até a próxima!

0
/*maps*/