fbpx Atendimento via Whatsapp

Blog

Por que é essencial classificar corretamente os custos e despesas da franquia?

Postado por:

O gerenciamento financeiro de uma empresa envolve a análise dos custos e despesa, e é uma atividade inerente a qualquer tipo de negócio. Apesar de essas expressões serem utilizadas praticamente como sinônimos, trata-se de termos com significados bem distintos. O ambiente corporativo exige o conhecimento mais a fundo sobre o que esses conceitos significam. Dessa forma, fica mais fácil estabelecer metas, tomar decisões, fazer a gestão das operações e garantir a expansão do negócio.

Se você é empresário e se preocupa com o desempenho do seu negócio, este artigo foi feito para você. Vamos abordar as principais diferenças entre custos e despesas e por que eles devem ser classificados de forma correta para obter sucesso em uma franquia. Continue a leitura!

O que são custos?

Custo consiste em todo e qualquer capital que é investido diretamente no momento de produção ou de oferta de serviços em um empreendimento. Essa aplicação é essencial para a rotina de um negócio, uma vez que é a partir dele que a empresa consegue operar de forma efetiva.

Dessa maneira, é certo afirmar que se uma empresa quer aumentar o volume da sua cadeia de produção, deve aumentar os valores considerados como custos.

Podemos citar como exemplos de custo: matéria-prima, mão de obra, gastos relativos à manutenção e conservação do ambiente, máquinas e equipamentos etc.

Além disso, é muito importante mencionar que o valor aplicado é considerado como gasto, em seu estágio inicial. Contudo, ele será transformado em custo a partir do momento em que começa a ser utilizado. Assim, uma matéria-prima que foi adquirida com o fornecedor é inicialmente um gasto. Depois que ela sai do estoque e é empregada na composição de algum produto, passa a ser um custo.

O que são despesas?

A despesa envolve os gastos que são direcionados com atividades ligadas à administração da empresa. Trata-se do valor essencial que é utilizado para manter a estrutura do negócio, contudo, não é empregado de forma direta na produção de nenhuma mercadoria ou serviço.

Podemos citar como exemplos: despesas com aluguel, água, luz, remuneração da equipe que trabalha na administração, funcionários da área financeira, de recursos humanos, marketing etc.

Quais as diferenças entre custos e despesas?

Os custos se referem diretamente à produção ou à atividade-fim realizada pelo negócio. Por outro lado, as despesas estão relacionadas aos gastos com a manutenção efetiva da empresa, e não se envolvem nas operações de produção propriamente ditas.

Os custos, assim como as despesas, podem ser fixos — mantendo uma média de valor necessário ao longo dos meses — ou, então, variáveis, se o valor oscila conforme as necessidades e características do negócio.

Assim, a variação leva em conta o volume da produção de determinado mês, por exemplo. Já as despesas variam de acordo com as comissões que são pagas aos vendedores, não consideradas gastos fixos.

Por que é fundamental classificá-los corretamente?

Vamos apresentar, a seguir, os motivos pelos quais é importante fazer uma distinção e a correta classificação dos custos e despesas. Confira.

Seleção de gastos que mais impactam a empresa

A empresa que faz um planejamento financeiro consegue conhecer melhor a influência dos custos e despesas no seu orçamento e como eles impactam os seus negócios. Nesse relatório constam projeções, as receitas, custos e despesas decorrentes de todas as áreas de operação.

Essas informações permitem que os gestores conheçam melhor como funciona a movimentação dos recursos. Dessa forma, torna-se possível fazer a divisão mais precisa dos valores que são necessários para cada segmento, bem como conhecer quais são as prioridades daquele momento.

Viabilidade dos produtos

É muito importante conhecer as condições do mercado para saber se o produto ou serviço serão bem-vindos. Nesse sentido, veja se os consumidores que você considera seu público-alvo têm interesse em adquirir os seus produtos. A partir daí você deve considerar os gastos e despesas que a empresa terá de arcar com a fabricação dessas mercadorias ou oferecimento de serviços.

Adequação da margem

A apuração eficiente dos custos e despesas permite conhecer e analisar melhor a margem de contribuição por produto.

A margem consiste na apuração do valor restante obtido com a venda de um produto ou serviço. Ele é calculado ao levarmos em consideração o faturamento bruto subtraído dos gastos necessários para a venda e do custo necessário para a sua produção.

Dessa forma, a margem de contribuição avalia se o produto apresenta um custo-benefício apropriado. Se a margem for pequena, provavelmente sua produção não vale a pena.

Decisões gerenciais pensadas estrategicamente

O gestor que conhece melhor as diferenças entre custos e despesas consegue direcionar melhor as decisões gerenciais com o intuito de gerar cortes de gastos sem que essa atitude cause prejuízos para a empresa.

Assim, ele pode determinar a redução das despesas de forma que isso não implique, diretamente, na produção final. Por outro lado, se ele tomar a decisão de diminuir os custos, poderá comprometer a qualidade dos produtos que são produzidos.

Podemos citar como exemplos de iniciativas que reduzem os gastos: pesquisar os fornecedores, reaproveitar materiais recicláveis, utilizar energia solar, adotar equipamentos mais produtivos e modernos etc.

Além disso, outra maneira de melhorar a estratégia dos gestores é investir em softwares automatizados que garantem uma gestão financeira mais eficiente. Essa tecnologia gera vantagem competitiva, uma vez que permite recolher e analisar o histórico dos custos e despesas da empresa nos últimos períodos, e, assim, identificar uma média ideal a ser aplicada.

Ter um conhecimento atualizado e aprofundado sobre os custos e despesas da sua empresa ajuda a monitorar e controlar os processos de produção. Essa medida garante as melhores oportunidades e diminui os gastos excessivos que podem ser cortados, sem causar impactos diretos nem comprometer as atividades essenciais do negócio.

Por isso, é importante buscar um modelo de franquias bem estruturado e com uma boa orientação, para que o seu empreendimento não apresente problemas nem amargue prejuízos e fracassos no futuro.

Sua franquia se preocupa com o monitoramento e a redução de custos e despesas? Você quer otimizar essa função dentro do seu negócio? Entre em contato conosco! Nós podemos ajudá-lo a direcionar melhor os recursos e diminuir os seus gastos!

0
/*maps*/